Início>Atualidade>Receita de Mangusto com Bacalhau
Bacalhau Com Mangusto

Receita de Mangusto com Bacalhau

O que é o Mangusto ou Magusto

O Magusto ou Mangusto é o nome dado a um prato regional e tradicional das zonas rurais do Ribatejo, criado, certamente, com o intuito de fazer uma refeição rápida e económica, aproveitando restos de outros pratos, como couves, batatas cozidas, feijão cozido e sobras de pão, e tendo como resultado uma espécie de migas verdes bem apaladadas. Tradicionalmente, serve-se acompanhado de bacalhau assado na brasa ou de peixe frito, carapaus ou petingas. Como tem acontecido com muitas receitas da cozinha regional portuguesa, também o Magusto, aos poucos, tem vindo a ser recuperado na oferta gastronómica ribatejana. Por isso, hoje em dia, há quem sugira que, para além dos peixes referidos, também possa servir de acompanhamento a outros pratos, tais como o entrecosto frito, a fritada de porco, os filetes de pescada, os pastéis de bacalhau, o coelho frito, os rojões ou o polvo à lagareiro, entre outros, mas agora com o Magusto a servir de acompanhamento. Para que volte a fazer parte dos hábitos alimentares ribatejanos, o Turismo de Santarém promove todos os anos, no mês de Fevereiro, um festival durante o qual os restaurantes aderentes à iniciativa propõem ementas em que o Mangusto é presença constante.

Mangusto com Bacalhau

Mangusto
Retirado do sítio de receitas Maria Óptimo

Mangusto – Ingredientes: 4 batatas; 1 cebola; 2 couves portuguesas; 2 dentes de alho; 5 dl de azeite; 750 gr de pão de trigo; 300 gr de pão de milho; sal q.b.

Bacalhau assado – Ingredientes: 6 postas de bacalhau; 6 dentes de alho; 3 dl de azeite

Preparação: Leva-se um tacho ao lume com água temperada com o sal. Quando ferver junta-se a couve esfarrapada, as batatas às rodelas e a cebola picadinha. Quando tudo estiver cozido, retira-se o tacho do lume e avalia-se a quantidade de água relativamente à quantidade de pão a juntar; se necessário, junta-se mais água. Junta-se o pão (trigo e milho) cortado em pedaços e mexe-se muito bem, esmagando tudo de forma a obter uma espécie de açorda. Rega-se com o azeite e juntam-se os alhos esmagados. Envolve-se tudo muito bem e vai de novo ao lume, a ferver, mexendo sempre. As postas de bacalhau, devidamente demolhadas, assam-se sobre brasas. Após a assadura, desfazem-se em lascas e temperam-se com o alho picado e com o azeite.

Gostou de ler esta notícia faça a sua assinatura, ajude-nos a informar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.