Início>Atualidade>48 anos depois – o verão quente voltou a Rio Maior

48 anos depois – o verão quente voltou a Rio Maior

Moca Neles – 13 -07 -1975

Em 1975, Rio Maior foi palco de vários acontecimentos associados a atos de violência contra o PCP, culminando com o assalto e incêndio da sede deste partido e da Frente Socialista Popular, acontecimentos que se estenderam depois a outras cidades do país.

Ontem vários cartazes deste partido foram vandalizados e algumas paredes da casa de conhecidos militantes também. Inscrições com apelo a violência contra militantes foram apostas nos cartazes conforme podemos ver nas imagens.

Numa clara alusão aos acontecimentos nesse dia de 1975, que iniciaram uma série de atos de vandalismo contra as sedes e elementos do PCP, que ficaram conhecidos pelo Verão Quente, 48 anos depois voltamos a viver um clima de conflitualidade sem qualquer sentido num regime em que o espectro de representação parlamentar deve ser o espaço onde o confronto de argumentos seja a alma do sistema democrático.

Estas manifestações de apelo à violência, para além de crime, revelam dos seus autores uma baixeza moral incompatível com a democracia.

Não se vislumbram tempos fáceis.

N. R. O RMJornal aguarda a posição dos responsáveis políticos sobre esta matéria e irá continuar a acompanhar estes acontecimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.