Início>Atualidade>30 janeiro – Adolf Hitler chega ao poder  e  Dia Internacional da Não Violência e da Paz nas Escolas
Efeméride Hitler

30 janeiro – Adolf Hitler chega ao poder  e  Dia Internacional da Não Violência e da Paz nas Escolas

Efemérides – Adolf Hitler no poder

No dia 30 de janeiro de 1933, Adolf Hitler foi nomeado chanceler [um chanceler age diretamente e tem poder estendido por todos os ramos do governo] da Alemanha pelo então presidente alemão, Paul von Hindenburg. Hitler era o líder do Partido Nazista, cujo nome completo era Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. Seus filiados, popularmente chamados de nazistas, eram radicais de extrema-direita, antissemitas, anticomunistas e antidemocratas.

Hitler foi nomeado chanceler em 1933, pois, na época, o Partido Nazista era popular na Alemanha. Entretanto, o Partido Nazista nem sempre assim o foi. Na verdade, quando o movimento nazista começou, no início dos anos 20, ele era pequeno, ineficiente e irrelevante.

Em pouco mais de seis meses, Hitler proibiu partidos políticos, e alterou profundamente a ordem constitucional alemã, transformando o regime numa ditadura em Julho de 1933.

Dia Internacional da Não Violência e da Paz nas Escolas

Este dia foi instituído em 1964 com o objetivo de alertar alunos, pais, professores e toda a sociedade para valores como o respeito, a cooperação, a solidariedade, a não violência e a paz.

.

Nesta data assinalamos também:

Morte de Damião de Góis

A 30 de janeiro de 1574 faleceu o historiador e humanista Damião de Góis.

Primeira edição do Portugal Contemporâneo

A 30 de janeiro de 1881, sai a primeira edição do Portugal Contemporâneo do historiador Oliveira Martins.

Nascimento de Lewis Carrol

Nascimento de Nikolaus Pevsner

A 30 de janeiro de 1902, nasceu o historiador de arte inglês Nikolaus Pevsner

Nascimento de Nuno Teotónio Pereira

A 30 de janeiro de 1922, nasceu o arquiteto português Nuno Teotónio Pereira.

Morte de Mahatma Gandhi

A 30 de janeiro de 1948 faleceu o pacifista indiano Mahatma Gandhi, assassinado.

Gostou de ler esta notícia faça a sua assinatura, ajude-nos a informar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.