Início>Atualidade>Aberta a Recepção de Comunicações Científicas para as II Jornadas Memórias
Comunicações Científicas

Aberta a Recepção de Comunicações Científicas para as II Jornadas Memórias

Até 30 de Setembro está aberta a recepção de comunicações científicas para as II Jornadas “Memórias do Carvão”

As comunicações científicas para as “II Jornadas Memórias do Carvão” poderão ser apresentadas oralmente (presencialmente ou pela internet via link a fornecer pela Organização), ou sob a forma de poster, devendo os interessados ter em consideração os prazos e normas que constam do sítio de internet das Jornadas, e ser submetidas através do formulário ali patente. As propostas serão sujeitas a um processo de revisão, prevendo-se, em 2023, a posterior edição dos textos seleccionados pela Comissão Cientifica.

As II Jornadas, decorrerão em Rio Maior nos dias 17 (visita pré-congresso opcional), 18 e 19 de Novembro, numa modalidade híbrida presencial e online, nas instalações da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, do Instituto Politécnico de Santarém. conforme o RMJORNAL noticiou em primeira mão.

O HTC – História,Territórios e Comunidades, Pólo do Centro de Ecologia Funcional (UC), na NOVA FCHS, a SEDPGYM – Sociedad Española para la Defensa del Patrimonio Geológico y Minero, a EICEL1920 – Associação para a Defesa do Património/ Clube UNESCO para o Património Cultural, e o Município de Rio Maior, organizam a segunda edição das Jornadas Internacionais “Memórias do Carvão”, que esteve programada para 2020, mas a pandemia obrigou a adiar.

Anúncio

Anúncio

A chamada para apresentação de trabalhos está aberta até ao próximo dia 30 de Setembro.

Sem descartar a possibilidade de abordagem de outros temas afins do eixo de organização das Jornadas – Memória, Património, Descarbonização – a Comissão Científica convida à apresentação de trabalhos no âmbito das seguintes temáticas:

  • O carvão e a indústria.
  • Recuperação e valorização do património minero-industrial do carvão.
  • Trabalho, saúde, cultura e lazer nas comunidades mineiras do carvão.
  • Experiências museológicas e acções pedagógicas.
  • O paradigma da descarbonização.
  • Impactes ambientais da indústria do carvão.
  • Minas abandonadas e sequestro de carbono.
  • O carvão na literatura e nas tradições populares.
Comunicações Científicas
Cais do antigo Caminho de ferro mineiro de Rio Maior ao Vale de Santarém. © Colecção Joaquim Faria Ribeiro, Arquivo do Jornal O Riomaiorense.

Inicialmente estas jornadas, que davam seguimento à primeira edição realizada nos concelhos de Porto de Mós e Batalha , em 2016, estavam previstas para 2020, mas os constrangimentos impostos pela pandemia provocada pelo vírus SARS-CoV-2, levaram ao seu adiamento. Deste modo várias entidades aguardam com expectativa a possibilidade de se poderem encontrar de novo pessoalmente, junto às antigas Minas do Espadanal e no sopé da Serra dos Candeeiros.

Siga mais noticias do RMJORNAL aqui.

Fotografia histórica do antigo Cais do caminho de ferro mineiro de Rio Maior ao Vale de Santarém gentilmente cedida por EICEL1920.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.