Início>Atualidade>16 fevereiro -Dia de Santa Juliana.

16 fevereiro -Dia de Santa Juliana.

Efemérides – Dia de Santa Juliana

O Dia de Santa Juliana de Nicomedia é comemorado a 16 de fevereiro, no dia de falecimento da santa.

Esta é a data de comemoração na Igreja Católica Romana. Na Igreja Ortodoxa a santa é comemorada a 21 de fevereiro.

Juliana fazia parte de uma família rica e ilustre de Nicomedia, sendo a única cristã da família, tendo sido batizada em segredo, dada a hostilidade do pai em relação aos cristãos.

Aos 9 anos foi prometida em casamento ao governador da cidade, um pagão de nome Evilásio. O casamento realizar-se-ia aos 18 anos, mas chegada a essa idade, Juliana recusou-se a casar, aceitando apenas o casamento na condição de Evilásio se batizar e se tornar cristão.

Irritado, Evilásio denunciou Juliana às autoridades por ser cristã. Ela foi então presa e levada a tribunal perante o próprio noivo. Evilásio foi o seu juiz e executador. Como ela se recusou novamente a casar e a negar a sua fé, ele ordenou que a torturassem violentamente. Juliana manteve-se irredutível. Finalmente foi decapitada, tornando-se numa mártir cristã, no ano de 305.

O seu martírio terá levado a muitas conversões. A santa foi muito popular na Idade Média, sendo invocada pelo povo na doença. Foi especialmente adorada na Holanda, na Itália e em Espanha. As suas relíquias foram transladadas para Nápoles e posteriormente para Espanha.

No dia de hoje assinalamos também:

Falecimento de D. Afonso III

Em 1279, D. Afonso III morre, tendo jurado submissão ao Papado, que o tinha excomungado, no tempo de Gregório X, e lançado um interdito sobre Portugal, no pontificado de João XXI, o papa português. 

Cristãos velhos e cristãos novos

Em 1773 são abolidas as distinções entre Cristãos Velhos e Cristãos Novos, mandando-se queimar os registos cadastrais dos cristãos-novos.

Rainha Isabel II

Em 1957,início da visita oficial da Rainha Isabel II de Inglaterra a Portugal. A visita prolongar-se-ia até ao dia 20.

Timor Leste

Em 1983 a ONU reafirma o direito à autodeterminação do povo de Timor-Leste

Gostou de ler esta notícia faça a sua assinatura, ajude-nos a informar.